comprei uma caneta

Hoje fiz algo que há muitos anos eu não fazia: comprei uma caneta. Azul. Não gosto de escrever com canetas de tinta preta, pois acho que minha letra fica feia – não que ela seja bonita. O que é muito irônico, porque o preto é minha cor favorita – minhas camisas que o digam. Isso não significa que escrevo pouco. Sem exageros, posso afirmar que não há um dia sequer em que não anote algo em algum dos meus muitos cadernos. Embora esse seja outro material que também não compro com frequência, lembro bem da compra do último – e lá se vão mais de quatro anos. Não herdei uma papelaria da família, se é isso que cê tá pensando. No entanto, o ato de comprar essa caneta me fez considerar que, indiretamente, sim, venho “herdando” uma papelaria. Meus pais – em especial meu pai – sempre supriram minhas necessidades com relação a papel e caneta, sem que eu sequer precisasse pedir. Antes mesmo desses materiais acabarem, sempre surgia alguém para me presentar e, na grande maioria das vezes, sem que fosse meu aniversário. Meu pai, quando ganha canetas diferentes em eventos, nunca faz questão de usá-las, e me presenteia com muito gosto, porque sabe que ficarei feliz. Isso ainda é um reflexo da minha adolescência, quando cheguei a colecionar canetas e, com a ajuda de todos, consegui reunir um número bastante expressivo. Porém, desisti da coleção. Não quero colecionar mais nada além de livros. Minha mãe, tios e amigos já me presentearam com canetas e cadernos. Não sei se isso é comum, pois pouquíssimas vezes dei esse tipo de presente para alguém. Minha irmã é outra que me presenteia constantemente. Caneta comigo vai até o fim, não fica uma gota de tinta para contar história. Faço anotações em todos os lugares. Já deixo o caderno aberto dentro da mochila para facilitar as anotações quando estou dentro do ônibus. Então hoje, ao comprar essa caneta, passei a refletir, pela primeira vez, sobre o fato de ganhar esses presentes. Seria da parte deles, um ato de reconhecimento da minha paixão pela escrita? Será que eles já me consideram um roteirista, mesmo que nenhum dos meus roteiros tenha virado um longa-metragem? Pensar que sim, mesmo que eles não o façam conscientemente, faz com que eu me sinta acarinhado. Contudo, escrevendo essas linhas, acredito ter lembrado da última vez em que comprei uma caneta. Foi quando fiz a prova do ENEM, se não me engano. Como o exame só aceita caneta de tinta preta e, já que eu não tinha nenhuma – pelo motivo que expliquei acima -, tive que comprar. Depois da prova me livrei delas, mas não lembro para quem as dei. De toda forma, esse já foi o ano em que mais li na vida, pelo menos desde quando comecei a anotar o título das minhas leituras. Fato esse que muito contribuiu para o aumento de anotações, além dos meus próprios textos e ideias. Foi desta maneira que, nesse ano, fui acabando com uma caneta atrás da outra e, antes que acabasse com a última de tinta azul, resolvi comprar mais uma. Nos últimos meses, não ganhei caneta de ninguém. No último aniversário, ganhei livros. Será que eles já estão pensando que eu fracassei e que só tenho futuro como leitor? Não sei, prefiro acreditar que eles não estão conseguindo acompanhar o ritmo das minhas anotações. Ainda que eu mesmo possa suprir essa minha necessidade, confesso que se eu não ganhar nenhuma caneta no próximo aniversário, vou começar a ficar preocupado.

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. Fui lendo-te e traçando paralelos (como sempre faço ao ler) e me lembrei do quanto sofria ao fazer exames. Odeio canetas. Sempre gostei de lápis. Adoro apagar palavras. Sempre achei poético. rs
    Aliás, vou escrever sobre isso. Um ensaio em cinza. rá
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Eu adoro canetas, lápis, cadernos, blocos, enfim quase tudo de uma papelaria; quando viajo não deixo de visitar uma papelaria local, pra ver se tem alguma coisa desconhecida para mim. No fundo sinto-me bem entre papéis.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: