necessidade dramática

Quem é blogueiro sabe que, durante alguns momentos, somos amaldiçoados com alguns posts que não querem vir ao mundo. Quando isso acontece, nós autores dizemos estar passando por um bloqueio criativo. Eu que estava livre desse mal, resolvi criar o Satãnatório e fui amaldiçoado no post de número seis, este que você está lendo agora.

Quando liberamos o blogue para a leitura, passamos por um período de empolgação (que geralmente passa com um mês) em que queremos escrever, escrever, escrever. Achamos que quem acessa e vê poucos posts não vai querer voltar depois. Então começamos a postar um atrás do outro e encher o blogue com material para que assim o leitor veja que estamos em atividade constante e volte depois.

Após o post de número cinco, aquele período de empolgação passou para mim e fui viver minha vida. Passei cinco dias muito ocupado e, mesmo assim, vez ou outra eu pensava no que postar quando tivesse um tempinho livre. Esse período veio e a inspiração não. Nesses dias em que não consegui pensar em nada, logo diagnostiquei que este seria um post de parto difícil, mas encarei de frente esse meu mini-bloqueio criativo apelando para uma ideia fajuta com o intuito de vencer esse mal.

Estou escrevendo um roteiro e tenho tido certa dificuldade em desenvolver a necessidade dramática da minha personagem. No cinema, chamamos de necessidade dramática a vontade do personagem, o que ele quer vencer, ganhar, conseguir, alcançar durante o filme. É isso que o impulsiona através dos obstáculos e dos conflitos que ele enfrenta. E eu, que agora tenho um blogue, me presenteei com uma necessidade dramática: mantê-lo atualizado. Agora mais especificamente, vencer o maldito post de número seis!

Portanto, decidi escrever qualquer coisa e postar – e falar sobre essa maldição que de quando em quando bate a porta dos blogueiros me pareceu ser o mais sensato. Não posso chamar isso de jornada do herói, mas posso dizer que venci o meu conflito quando escrevi essas linhas e cliquei em Publicar.

Confesso que carrego comigo um arrependimento constante com relação a esse blogue e o tempo que gastei com os meus anteriores. Sempre que venho escrever bate um remorso com relação as minhas outras “necessidades dramáticas”. Eu poderia estar lendo, vendo filmes, escrevendo roteiros, trabalhando em futuros projetos ou dormindo. Só eu sei o quanto estou precisando dormir. Mas cada vez mais tento me convencer de que preciso externalizar certos fluxos de pensamento, mesmo que ninguém os leia.

Estou partindo amanhã para uma viagem de uma semana e sei que durante esse período eu muito provavelmente não irei ter tempo ou vontade para passar por aqui. Mas pode ser possível, já que minhas vontades são muito inconstantes e quando a gente quer, a gente sempre encontra tempo. Então, meu caro amigo, me desculpe por ter feito você ler esse texto sobre absolutamente nada, mas eu realmente não queria ter que viajar antes de vencer a maldição do post seis. Não prometo voltar com maior conteúdo no próximo porque não gosto de fazer promessas, mas tentarei.

Abraçaço.

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

8 Comentários

  1. Escrever tem dessas coisas, e jogar tudo isso pra fora mesmo que trabalhoso, sempre vale a pena. Estou aqui de novo sim, porque a sua escrita está boa demais rs e ótima viagem!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Djenifer Cazagrande

     /  12 de junho de 2015

    Esses bloqueios criativos são terríveis! Muito boa escrita!
    Apareça durante a viagem rs! :p

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  3. Além de conquistar leitores, nós blogueiros devemos ter em mente que manter visitas constantes é no muito um trabalho muito difícil. A coisa é: escrever sempre que possível até que a inspiração bata na porta. Parabéns, sua escrita é ótima. Sinto-me admirado por ser seu leitor.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  4. Djenifer Cazagrande

     /  21 de junho de 2015

    Te indiquei para uma tag, responde se curtir as perguntas! Bjs.

    Curtir

    Responder
  5. anameliacoelho

     /  14 de julho de 2015

    eu tenho posts que ficaram na pasta “rascunho” durante anos! alguns permaneceram ali, outros ganharam a luz. amei a definição: escrever no blog é minha necessidade dramática também!

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: