o ovo enjaulado das vespas mandarinas

Iniciei a semana muito puto porque a banda Vespas Mandarinas lançou seu primeiro CD e DVD ao vivo. Não sei vocês, mas quando uma banda que eu gosto lança material ao vivo eu particularmente fico triste. Um disco ao vivo para as bandas brasileiras significa um ou dois anos (até mais) de turnê de divulgação e um tempo enorme sem material inédito. Aconteceu algo bem parecido quando anunciaram o último DVD ao vivo da Pitty (A Trupe Delirante no Circo Voador). Quando ela lançou o Chiaroscuro em 2009, depois de quatro anos sem disco de estúdio, intercalado pelo ao vivo {Des}concerto, eu imaginava que em 2011 teríamos um novo disco de inéditas. Que nada! Até veio um álbum no final de 2011, mas era o do projeto Agridoce, que seguiu turnê pelo país para depois ela decidir lançar o SETEVIDAS, que veio com CINCOANOS de atraso. Isso fez com que a cantora quebrasse uma tradição conhecida pelos fãs, só lançando até então álbuns de estúdio em anos de números ímpares: Admirável Chip Novo (2003), Anacrônico (2005), {Des}concerto (2007), Chiaroscuro (2009), A Trupe Delirante no Circo Voador (2011) e Agridoce (2011).

Animal Nacional Ao Vivo

Mas essa birra com registros ao vivo se deve muito também ao fato de que, fazendo cinema, eu não posso usar essas músicas na trilha sonora de um filme. Simplesmente não funciona. E sobre isso tenho mais uma revolta: bandas que lançam músicas ao vivo sem nunca terem feito o registro em estúdio. Como o caso da versão de “Como Nossos Pais” de Daniela Mercury que só existe no DVD ao vivo. Nesse quesito, Pitty está de parabéns, todas as músicas lançadas em registros ao vivo (“Pulsos”, “Malditos Cromossomos”, “Comum de Dois”, “Se Você Pensa”) tiveram suas versões em estúdio liberadas.

Outra coisa que me deixa irritado são essas versões ao vivo que são melhores que as versões em estúdio. As versões ao vivo de “Malandragem” e “Por Enquanto” de Cássia Eller, por exemplo, são muito melhores que as de estúdio. E são as versões que ficaram consagradas na voz dela. Fica até ruim usá-las em uma trilha sonora com versões ao vivo tão boas e consagradas como essas. Isso também aconteceu com O Rappa, quando regravaram “Brixton, Bronx ou Baixada” e “Pescador de Ilusões” no DVD ao vivo. Tais versões dessas músicas são infinitamente melhores que as que estão nos discos O Rappa de 1994 e Rappa Mundi de 1996, respectivamente. Depois de lançadas eu nunca mais ouvi tocar as versões originais por onde quer que eu vá.

Enfim, chega de rodeios e voltemos às Vespas Mandarinas. Eles lançaram seu primeiro registro ao vivo chamado Animal Nacional Ao Vivo e eu fiquei indignado que tenham feito isso com apenas um álbum lançado, o Animal Nacional de 2013. Foi quando eu lembrei que antes do primeiro álbum eles já haviam lançado dois EPs (Da Doo Ron Ron de 2011 e Sasha Grey de 2012) e com isso possuíam músicas suficientes para um show de registro em DVD.

Pausa para eu falar mal dos EPs: eu sei que está virando moda aqui no Brasil as bandas lançarem EPs, e até entendo que é mais viável para as que estão começando e as já velhas que querem renovar um pouco o repertório, mesmo não possuindo ainda músicas suficientes para encher um disco. O fato é que sou guloso demais e EPs são muito pequenos para mim. Se com um álbum cheio eu já fico com gostinho de quero mais, com um EP então não dá nem para começar a se divertir.

Depois de lançarem o disco ao vivo, as Vespas Mandarinas soltaram um vídeo chamado O Ovo Enjaulado, um sinal que indica o lançamento de um álbum novo, embora eu possa estar enganado. Enquanto eles não abrem o jogo para nós, vamos ouvindo o disco ao vivo que, mesmo eu não apoiando, ficou foda e ainda conta com a participação de Edgard Scandurra.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: